Home

O site Ballet para Adultos foi a consequência natural de um trabalho de divulgação do Ballet que se iniciou já há bastante tempo. Há mais de 25 anos o Ballet faz parte de minha vida e a cerca de 10 anos dou aulas de Ballet para estudantes que levam a arte do Ballet muito a sério. Sou bailarina, formada pelo Ballet Márcia Bueno.

Constantemente busco meu aperfeiçoamento como tática para oferecer um sólido aprendizado aos meus alunos.

Para tanto, participo constantemente de cursos e faço aulas semanais com diferentes professores... porque para mim a busca por conhecimento é uma constante. Como podem ver, o Ballet tem uma estreita ligação com a minha vida. Consequência natural disto foi expandir e divulgar o conhecimento adquirido. Primeiro dando aulas no Ballet Márcia Bueno, para bailarinos em processo de formação e adultos, e depois para as alunas portadoras de deficiência visual, da Associação de Ballet e Artes para Cegos Fernanda Bianchini (vale a pena conhecer o belíssimo trabalho da associação).

Sintam-se à vontade para navegar nas páginas deste site, conhecer nosso trabalho e participar dele, se assim o desejarem.

Abraços à todos

Daniela Sanches

22 de mai de 2011

O Ballet e suas curiosidades: Os grandes repertórios

Giselle, um dos mais populares ballets de repertório traz em seus bastidores  um escândalo  que anteveio a sua estréia. Theóphile de Gautier, libretista da obra, elegeu a bailarina italiana Carlota Grissi, então com 22 anos, para estrelar o ballet, e segundo ele, ela  era a encarnação femina de Auguste Vestris, o “Deus da Dança”. Rapidamente a admiração se transformou em amor e Gautier “caiu de amores publicamente” pela bailarina, que por sua vez era casada com o coreógrafo de Giselle, Julles Perrot.  O affair de Gautier e Grissi foi tão “escancarado”, que fez o trio de artistas protagonizar um dos maiores escândalos da época (1841). Jules perrot, o marido e coreógrafo, acabou retirando os seus créditos do programa por ocasião da estréia. Assim nascia Giselle,  uma grande obra acompanhada por um grande escândalo. 

Uma outra curiosidade é sobre a peça O Lago dos Cisnes que (conforme já citado aqui) teve duas estréias mundiais. A primeira em 1877 e  a segunda, com a produção já alterada em 1895.

O grand pas–de– deux do  Cisne Negro, chave do terceiro ato do ballet, passou a ser conhecido com esse nome a partir de 1941. Nessa ocasião, o terceiro ato foi apresentado nos Estados Unidos, com o título de The Magic Swan, numa concepção de Alexandra Fedorova para o Ballet Russes de Monte Carlo. Na produção, a bailarina Tamara Toumanova usou um tutu preto que originou o “Cisne Negro”. Nada indica (nas anotaçõs originais) que o ballet tenha sido concebido para que a personagem Odile se vestisse de preto, o que passou a ser tradição a partir de então.

 

Fonte: Na Magia do Palco

autores: Ana Botafogo e Suzana Braga

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço abaixo é reservado para você falar o que você pensa:
    * Sua opinião;
    * Um depoimento;
    * Uma dica de artigo ou matéria;
    * Um elogio;
    * Uma reclamação.



Se quiser deixar o link do seu blog, utilize a opção openID e deixe a url do seu blog.

A sua opinião é muito importante para nós!


Os comentários são lidos por nós antes de serem publicados. Não serão aprovados os comentários:
    * com propagandas (spam);
    * com link no conteúdo dos comentários;
    * com palavrões ou ofensas.

Para saber mais: